O que falta falar de Campus Party? ah tá, jornais x blogs…

Blogueiros reunidos para a foto final

Foto: Pixel y Dixel

Muitos já cobriram magistralmente o evento. Em números assombrosos, podemos levantar o montante de conteúdo gerado:

Nada mais justo do que os convidados retribuírem em conteúdo a banda larga de 5,5GB a que tiveram direito. Fora os streams gerados pra divertir (e informar) quem não pode ir ao evento. Tudo registrado pelo LiveStream do Manoel Lemos (mais um link pra ele, vai).

Eu não consegui acompanhar nem um terço disso. Sem folga durante a semana, me contentei com as noites para ir à Bienal. Fiquei no Campus Blog, ora conversando, ora tentando achar uma conexão wi-fi com meu smartphone. Me diverti muito nos dias restantes, pois esse povo da blogosfera é muito espirituoso. Alguns ainda reservados, mas todos muito simpáticos. Engraçado como as relações virtuais melhoram as reais. Não?

Sobre a questão jornalistas x blogueiros, acho que o debate, da maneira que aconteceu, foi muito contraproducente. Ninguém saiu ganhando, pelo contrário. Alguns levaram na esportiva, fizeram piada, mas ficou um ranço no ar. Daí casos como o dinossauro no aquário da imprensa, ou o Alexandre Fugita ser barrado na coletiva final. Pra mim é cansativo, pois sou jornalista E sou blogueiro, ambos com muito orgulho. E a discussão já virou ruído dos muito incômodos, como bem apontou o Michel Lent.

Mas tem uma ponta solta aí que tá me incomodando.

Segundo Chris Anderson, editor da revista Wired, blogs são a ‘cauda longa’ da mídia. E eu concordo: fazemos parte de uma relevância de nicho. Salvo blogueiros já fundamentados como jornalistas influentes, não alcançamos relevância a nível nacional, de importância política ou social para todo o país. Estamos em uma linha crescente, mas ainda não chegamos lá, temos influência em interesses segmentados, como tecnologia, publicidade e demais comunidades.

E creio que quando Pedro Doria provoca, é justamente buscando a resposta a essa pergunta: onde está o blogueiro que vai ‘furar’ a mídia e ser mais influente do que eles? Falta esse perfil na blogosfera? Será que estamos mal acostumados com Google e “newscrawlers” como o
Digg e o Rec6 e deixamos de trazer coisas novas, apuração nossa?

Tipo, será que a blogosfera se interessa numa relevância nacional, geral? Ou o nicho está bom demais?

Talvez a tal “blogagem inédita” que o Edney convocou possa nos dar uma pista do que o futuro nos espera.

E sim, estou ansioso para a Campus Party 2009.

  • http://blog-do-anderson.blogspot.com Anderson

    Olá Anderson
    Parabéns pela ótima matéria. Para quem não teve a possibilidade de ir ao “Campus” foi muito esclarecedor.
    Abraços